• Tatiane Cordeiro

História do Redescobrimento do Reiki.

Terapia Oriental Japonesa que significa Rei – Universo e Ki – Energia Vital redescoberta pelo Dr. Mikao Usui no início do século XX.


O Dr. Mikao Usui dirigia um seminário em Kyoto, no Japão, quando em um determinado momento, seus alunos indagaram por que não lhes ensinava a curar os doentes, dizendo que haviam aprendido a orar pela cura, mas não a curar e fazendo referência a curas encontradas em todas as principais religiões do mundo.


A partir desta motivação que fez com que Usui partisse a procurar subsídios para encontrar essas respostas. Foi no extremo oriente, na Índia e no Tibet, onde entrou em contato com os Sutras antigas Mahayana, que são as doutrinas da vida reverenciadas pelos budistas tibetanos. Nesses escritos obteve informações de que havia uma forma para se ativar e bem orientar a Energia Vital Universal e que determinados símbolos, quando adequadamente utilizados, potencializavam esta ativação. Para encontrar a maneira de fazer isto, ele foi orientado por um mestre a fazer uma meditação e jejum de 21 dias numa montanha sagrada. Foi no final do vigésimo primeiro dia que passou por um estado de transe, visualizando milhões de bolhas com as cores do arco-íris, depois ficaram brancas e brilhantes, cada bolha contendo um símbolo em sânscrito tridimensional, em ouro. E então foi nesse momento que se início a maneira de tratar pela imposição das mãos, símbolos e mantras.



O objetivo principal do Reiki que Usui utilizava era harmonizar as pessoas, de modo que elas pudessem assumir responsabilidade por seu próprio bem-estar. Segundo ele, ao serem ajudadas, na ampliação de sua energia, as pessoas poderiam dar passos rumo a sua própria maestria.


As “chaves”, símbolos, bem como os princípios do Reiki são transmitidos por meio de uma sintonização e curso divididos em níveis, todavia desde o primeiro nível a pessoa será capacitada a ser um terapeuta reikiano. Os níveis são divididos, de maneira a focar em determinado “tema” especifico. Em todos os níveis é necessário a sintonização e a cada sintonização é adquirido um símbolo e conhecimento distinto.


Há uma tradição muito especifica de iniciação nos quatro níveis de Reiki. No primeiro nível, o Reiki ensina a imposição de mãos tratando também animais e plantas, sendo mais indicado para abrir e potencializar o autoconhecimento. No segundo nível, são dados os símbolos para tratamento nos corpos físico, emocional e mental. Os símbolos potencializam em 50% (cinquenta por cento) ou mais os tratamentos, para uma sessão junto a psicanalise este é o nível mínimo recomendado a um analista. Mesmo porque neste nível pode-se ser tratado a distância e tempos passados do indivíduo, tais como: vidas passadas, infância ou vida intrauterina. No terceiro nível é ensinado o símbolo para trabalhar em grupo, aumentando ainda mais a capacidade e movimentação energética do reikiano, até operações energéticas o reikiano poderá administrar neste nível. No quarto nível o símbolo dos mestres para ligação espiritual e cósmica autorizando a iniciação.


A sessão de Reiki consiste em colocar as mãos sobre você mesmo ou sobre outra pessoa, a partir deste momento o Reiki começa a fluir automaticamente, por meio dos chakras. Em geral, quando esta energia começa a fluir, o reikiano e o receptor tendem a ter uma sensação de calor, tal sensação também é comum na iniciação e com a experiência a temperatura tende a aumentar.


Convém lembrar que, caso a pessoa receptora esteja precisando diminuir a vibração de energia as mãos do agente de cura se esfriam. Essa temperatura das mãos é diferente nas diversas posições do toque. A duração da sessão e o local de imposição das mãos é determinado pela intuição do terapeuta.


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Em que o Reiki irá apoiá-lo

Muitos recorrem ao Reiki complementando as vias tradicionais de tratamento, como medicina, nutrição, tratamento quiroprático ou psicoterapia. Esteja você experimentando ou não o Reiki é importante sab